O Zé Caturra

Certo dia Zé Caturra
Natural de Beirolas
Comprou na feira uma burra
Que mandava ventarolas
*
Trinta paus deu ao sujeito.
Foi um negócio chorudo
Só depois viu o defeito .
Q" ela tinha e ficou.....mudo.

*
Mas teve logo a lembrança.
De não ficar a perder.
Havia de encher a pança
E até juros receber.

*
Òh! que ideia genial.
Depois de certos serviços.
Lá matou o animal.
E vendeu tudo pra chouriços

*
E pela aldeia inteirinha
Era comer a fartar.
Carne de burra velhinha
Que já nem podia andar.

*
E agora o Zé Caturra
Está na cadeia preso.
Sem dinheiro e sem a burra
E lá passa os dias teso.

*Não são feitos por mim ,
Aprendi há muitos anos
Desconheço o autor*

Estão engraçados, assim, assim, ou nem por isso.
Aguardo os vossos simpáticos comentários.
*OBRIGADA *
Bjnhos:
Cecília
5 comentários

Mensagens populares deste blogue

Camisola de lã de inverno