Artesanato.... Vários trabalhos.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Versos só versos

Ò rio.
Ò rio que vais correndo
De penedo em penedo
Rio leva-me esta carta
Ao meu amor em segredo
Com pena peguei na pena
Com pena pus-me a escrever
Caíu-me a pena da mão
Com pena de te não ver
Quem me dera saber ler
Era bom que eu aprendesse
Pois agora lia as cartas
Que o meu amor me escrevesse
Fui ver-te estavas doente
Encostei-me á tua cama
Ouvi uma voz dizer
Muito padece quem ama
O L quer dizer lealdade
Mas isso encontra-se pouco
Eu só encontro falsidade
Nesse teu coração louco
Hoje fico por aqui para a próxima escrevo mais
São versos que aprendi há quase meio século
Já que não publico trabalhos deixo-vos estes versos que por enquanto ainda não esqueci
Bjkas para todas
Cecília