Versos só versos

Ò rio.
Ò rio que vais correndo
De penedo em penedo
Rio leva-me esta carta
Ao meu amor em segredo
Com pena peguei na pena
Com pena pus-me a escrever
Caíu-me a pena da mão
Com pena de te não ver
Quem me dera saber ler
Era bom que eu aprendesse
Pois agora lia as cartas
Que o meu amor me escrevesse
Fui ver-te estavas doente
Encostei-me á tua cama
Ouvi uma voz dizer
Muito padece quem ama
O L quer dizer lealdade
Mas isso encontra-se pouco
Eu só encontro falsidade
Nesse teu coração louco
Hoje fico por aqui para a próxima escrevo mais
São versos que aprendi há quase meio século
Já que não publico trabalhos deixo-vos estes versos que por enquanto ainda não esqueci
Bjkas para todas
Cecília

Comentários

Marli disse…
OLá colega!
Boa tarde, passei para dar aquela espiadinha básica para ver as novidades,e me deparei com lindos versos.
Tenha uma bela semana.
Com carinho,
Marli
Maria Lúcia disse…
Oi
Um blog cheio de
doce palavras.
Beijos...
Lúcia
Marli disse…
Olá !
Bom dia.
Você é uma fofa.
Abraços com carinho e muito sucesso nos seus trabalhos.
Fique com Deus.
Marli
Ao toque do Amor disse…
Olá, vim te oferecer o selo comemorativo de 35 mil visitas do toque e deixar um beijinho
san
Parabens,pelo seu trabalho são muito lindos e talentosos,adorei conhecer sua arte e poder fazer amizade com uma mulher que me parece maravilhosa.bom fim de semana!!!!beijao!!
Gertrudes disse…
Olá Cecilia
Obrigada pela visita e simpático, comentário, adorei os seus versos,
são lindissímos, parabéns.
Beijinhos um bom domingo

Mensagens populares deste blogue